Empresário acusado de estuprar Mariana Ferrer é inocentado pela Justiça

A Justiça manteve a absolvição do empresário de futebol André de Camargo Aranha, de 44 anos, acusado de estupro de vulnerável contra a promotora de eventos Mariana Ferrer, de 25 anos. As informações são da colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo.

A decisão é do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), em audiência realizada nesta quinta-feira (7). 

Por 3 votos a 0, os desembargadores mantiveram a decisão em primeira instância — proferida em setembro de 2020. Foram desembargadores: Ana Lia Carneiro, Ariovaldo da Silva e Paulo Sartorato. 

Segundo testemunhas e provas periciais, o empresário dopou e violentou a jovem, em 2018. Apesar disto, em 2020, ele ganhou a batalha na Justiça com a sentença inédita de “estupro culposo” — quando não há intenção de estuprar.

- Publicidade -

ENTENDA O CASO

Conforme relatou a promotora de eventos, o empresário a dopou para estuprá-la em uma festa no Café de La Musique de Florianópolis (SC), em 2018. Na época, Mariana tinha 21 anos. 

Aranha negou o crime. De acordo com o empresário, Mariana praticou sexo oral, mas de forma consensual. 

Diário do Nordeste

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Usamos cookies em nosso site para fornecer a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e visitas repetidas. Ao clicar em “Aceitar”, concorda com a utilização de TODOS os cookies. Aceito