Suzane von Richthofen fica isolada em cela após iniciar aulas presenciais em universidade

Suzane von Richthofen, condenada a 39 anos de prisão pela morte dos pais, começou a frequentar as aulas de Biomedicina em uma universidade no interior de São Paulo. Para evitar a disseminação da Covid-19 a outras presas, ela vem cumprindo isolamento na penitenciária em Tremembé desde 20 de setembro.

De acordo com o G1, Suzane já teve Covid-19 e o isolamento foi imposto porque ela tem contato com outras pessoas fora do presídio durante as aulas. A medida segue protocolos da Secretaria da Administração Penitenciária e deve durar até o fim da pandemia. 

Suzane von Richthofen com mochila nas costas, chegando à universidade no primeiro dia de aula, acompanhada de advogado
Legenda: Suzane von Richthofen frequenta aulas usando tornozeleira eletrônicaFoto: Reprodução/TV Vanguarda

A Justiça estabeleceu que Suzane deverá não somente cumprir o isolamento, como também demonstrar o aproveitamento do curso, apresentando bimestralmente o boletim de presença e notas. Ela chegou a pedir à Justiça para comparecer às aulas sem usar tornozeleira eletrônica, mas o pedido foi negado.

- Publicidade -

Além de Suzane, há somente outra presa da penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier autorizada a estudar fora do presídio. Contudo, esta optou pelo ensino remoto e não necessita cumprir o isolamento. 

Procurada pelo G1, a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) informou, via nota, que todas as presas da penitenciária foram vacinadas, pelo menos, com a primeira dose da vacina contra a Covid-19 e que, hoje, não há nenhum caso supeito ou confirmado de infecção pelo vírus na instituição.

Diário do Nordeste

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Usamos cookies em nosso site para fornecer a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e visitas repetidas. Ao clicar em “Aceitar”, concorda com a utilização de TODOS os cookies. Aceito